segunda-feira, 28 de julho de 2008

Crescer com medo.

Medo do medo, do escuro, do barulho, das pessoas. Ela andava pela rua como se fosse perseguida pela bomba que explodisse sua alma e a faria morta. "Menina pare de pensar besteiras", era o que ela ouvia. Tinha medo de arriscar e pedir, de desculpar e sorrir. Escreveu cartas que nunca foram enviadas, ou até mesmo correspondidas. Tinha medo que achassem fraqueza em seu olhar, sua única dádiva era ser forte. Começou a ser igual a uma pedra com sua força e quebrou corações. Começou a quebrar corações e ilusões. Começou a enterrar pessoas vivas, pra ver se as esquecia, e assim dormiria em paz, uma vez na vida.

Drivin' me wild.

quinta-feira, 24 de julho de 2008

A menina.

A menina corria pela rua, sentia-se livre.
A menina pensava em flores, arco-íris e multidões.
A menina olhava para pessoas estranhas e adorava as desconhecidas.
A menina ouvia música e sentia alegria.
A menina cansou de correr, da liberdade, da música de flores e pessoas e amores.
A menina matou-os e enterrou-os, para nunca mais.

Drivin' me wild.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

What do you know about love?

Vamos começar por onde Deus começou. Quando ele criou Adão e Eva, ele criou o amor junto? Ele criou uma definição de que se pode amar apenas ao sexo oposto? Deus fez o preconceito? Foi Ele quem criou o ódio ou o amor? São perguntas que eu realmente gostaria de saber as respostas. O porque criticar o amor se ele é a ÚNICA, a única salvação desse mundo sujo que vivemos! Rotulam uns aos outros sem menor piedade, sem saber se estão ou não sofrendo. Ninguém tem culpa de amar, e afinal, que culpa alguém poderia ter por amar? Se realmente amassemos, não haveria tanta discórdia, injustiça e ódio nesse mundo.
Ninguém sabe nada sobre amor. Nada!

Drivin' me wild.

terça-feira, 15 de julho de 2008

I'm tired of lies!

Cansada das mentiras de amor, mentiras de sentimentos, mentiras! Cansada de todos terem uma, ou até mesmo, várias máscaras. Cansada de ser esqueçida, trocada ou até mesmo largada. Será que para isso tudo teria uma resposta? A dor e a decepção com as pessoas, será que existe uma razão pra isso? Por qual motivo as pessoas mentem o amor, criam ilusões e depois desaparecem? Não sei se isso nos faz crescer ou desacreditar. Não sei. Cansei de coisas e mentiras estúpidas, cansei!

Drivin' me wild.

sexta-feira, 11 de julho de 2008

A tu lado

Mi peor deseo
Es estar a su lado y no poder amá-lo
De estar a su lado y no poder tocá-lo
Ver-te y esconder mi sentimiento
Para dentro, solo.

Y sofro por ti, sin saber donde irei llegar.
Su piel blando, que ladera mi manos.
Y me dá un deseo
Cierto deseo de tocar en sus lábios.

A tu lado es mi lugar
A tu lado es donde yo quiero estar
A tu lado es donde consigo vivir
Y jamás quiero te perder.

Swear.

E quando disse que me amava? Tudo não passou de ilusão. Quando jurou vir me ver, das vezes que pediu pra sonhar com você, será que não passou pela tua cabeça que ia fazer alguém sofrer? Egoísmo. Realmente, tu tinhas virado um herói pra mim, meu apoio. Jurei a mim mesma que não derramaria uma lágrima, mesmo com toda a vontade de que essa lágrima escorresse pelo meu rosto, quando lembrasse do teu semblante. Jurou amor, dor, ilusão. Jurou mentiras, pra um alguém que jamais ia te fazer sofrer.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Back to Black.

Pensei em versos lindos de amor, pensando em você. Criei contos que nunca tiveram um final feliz. Contei histórias onde as pessoas se perdiam. Tentei criar uma vida. Tentei amar. Plantei flores em vasos de concreto. Plantei amor em corações de concreto. Escondi segredos dos mais dolorosos para mim mesma. Algum dia, tentei contá-los, mas apenas pela metade. Sr.ª Solidão, venha me fazer companhia, pois cansei das pessoas incompreensíveis e estúpidas que cercam a mim. Preciso voltar pro escuro, e nunca mais sair de lá.

Drivin’ me wild.