quinta-feira, 24 de julho de 2008

A menina.

A menina corria pela rua, sentia-se livre.
A menina pensava em flores, arco-íris e multidões.
A menina olhava para pessoas estranhas e adorava as desconhecidas.
A menina ouvia música e sentia alegria.
A menina cansou de correr, da liberdade, da música de flores e pessoas e amores.
A menina matou-os e enterrou-os, para nunca mais.

Drivin' me wild.

Nenhum comentário: