sexta-feira, 11 de julho de 2008

Swear.

E quando disse que me amava? Tudo não passou de ilusão. Quando jurou vir me ver, das vezes que pediu pra sonhar com você, será que não passou pela tua cabeça que ia fazer alguém sofrer? Egoísmo. Realmente, tu tinhas virado um herói pra mim, meu apoio. Jurei a mim mesma que não derramaria uma lágrima, mesmo com toda a vontade de que essa lágrima escorresse pelo meu rosto, quando lembrasse do teu semblante. Jurou amor, dor, ilusão. Jurou mentiras, pra um alguém que jamais ia te fazer sofrer.

Nenhum comentário: