domingo, 17 de agosto de 2008

Finish.

A vida vai passando. Pessoas trancadas em quartos isolados, debaixo de cobertas à meia noite, pedindo uma alma amiga. A vida vai passando e o mundo girando. Enquanto pensas, um morre. Enquanto invejas, outro mata. A vida vai passando, o mundo girando e pessoas se transformando. Se tranformando em máquinas assassinas, onde mata ao mesmo sangue, ao mesmo laço. A vida vai passando, o mundo girando, pessoas se tranformando e... sua vida acabou!

Drivin' me wild.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

You make me love you.

Amar, um sentimento que pode ser ambíguo. Amar não significa apenas ser feliz, mas sim sofrer. E quando pensamos no amor, e vimos que ele não tem volta? Vimos que pessoas viram insubstituíveis em nossas vidas. Amar significa medo. Medo de demonstrar o real. Queria saber porque todas as noites em que me deito na cama para dormir sua imagem me persegue, volto a lembrar coloco o som alto para não ouvirem meu choro, e desabo, viro um nada. O meu amar virou o medo, a angústia e a dor. Creio que amar não seja isso realmente, faça-me acreditar que possa ser diferente.

Drivin’ me wild.