quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Apenas meu.

Deixe-me com as lembranças que me restam.
As boas, e principalmente as ruins.
Vá embora, não esqueça de fechar porta.
Agradeço a ti, por completo.

Ah, saudade de minha infância!
Onde tudo era possível.
Eu era cheia de sonhos, ainda sou.
Eu era feliz, agora não sou.
Eu era completa. Passado, não é mesmo?

De que me adianta sorrir, pra nada?
Homens fiquem longe! Mulheres também.
A minha melhor qualidade é: sofrer.
Sei fazer isso muito bem, melhor que ninguém.

Mas a dor é minha e não, não a toque.
Ela é minha.

Carolina Cancela.

Nenhum comentário: