terça-feira, 31 de março de 2009

Vou-me embora...

Nessa minha confusão que é meu coração, nessa minha petulância ao existir, nessa minha consternação de estar, hei de viver assim? Não sei bem se quero. Ah, sim como quero! Cansei-me disso. De amar hoje, odiar no dia seguinte. Pare com isso! Por favor... Ai mente profana, deixe-me ir...

Carolina Cancela.

Nenhum comentário: