sábado, 4 de abril de 2009

Acompanhe-me donzela

Nesse teu jeito meio menina
Metamorfoseou minha vida.
Teu sorriso donzela, és bela.
Encanta-me!

Nos teus lindos olhos
É onde queira eu viver
Esbanjar felicidade ao teu lado
Existir aí, mas tenho receio.

Chamam-me de demente
Se disser que só sei pensar em ti.
Ah, na baía de teus olhos,
Que arrebentam ao meu pudor.

Você assim, toda branda
Diga-me novamente, apenas,
Que ainda me ama.

Arthur Azevedo

Nenhum comentário: