quinta-feira, 30 de julho de 2009

E depois dos 30? - Parte I

Pode parecer meio grosseiro, mas é algo natural. Depois daqueles filmes de mulheres lindas de 35 anos que são tão ricas e esticadas que parecem ter 25, e aparecem com homens maravilhosos, bolsas da Gucci e Starbucks a todo instante, você se sente um lixo. Amo e odeio a esses filmes ao mesmo tempo. Quero ser igual a elas, mas não posso. Bom, voltando a parte do grosseiro, nesses filmes elas transam feito cachorras no cio, e é impossível negar que não haja inveja. Cheguei em casa, coloquei meu amado Mozart no último volume, abaixei as luzes e fiz um encontro sensual comigo mesma. Sim, me masturbei, e tratei-me mal, pior do que qualquer homem, ou mulher poderia tratar. Senti-me um lixo, e dei-me conta do quanto preciso de alguém, mesmo que seja apenas sexo. Hoje, com meus 29 anos, solteira, formada em Psicologia e Jornalismo, acho que já é hora ter algo sério.
Desde meus 14 anos, quando dei meu primeiro beijo, nunca quis nada sério. Dos meus namorados o relacionamento mais sério durou 3 meses, e não foi lá aquelas coisas de conhecer família e ter aliança, apenas namorico. Nunca tive uma sogra. Nunca fui nora. Não me sinto fracassada por isso. As maiorias das minhas amigas, que tem mais ou menos a minha idade, são casadas ou são noivas. Acho uma babaquice namorar, noivar e casar, pra mim tudo é um tédio no final. Mas desde esse encontro comigo mesma, estou precisando de alguém. Faz mais de 3 meses que não me relaciono com alguém, ando ocupada. Trabalho demais.
Tive médico hoje de manhã. Ginecologista. Essa palavra me causa medo e tesão. Meu médio é gay, mas olhei para ele com um olhar diferente hoje. Tentei, vamos dizer que, seduzi-lo. Se deu certo? Foi uma péssima idéia. Ele falou que mesmo se fosse hetero jamais me daria bola porque a minha vagina está mais mal cuidada do que de uma vaca. Tá, ta... Não foi bem isso que ele disse. Apenas recebi um olhar de “Hello, sou gay!”, e me pediu para voltar apenas daqui 6 meses. Esse, francamente, não é o homem dos meus sonhos.
Minha busca continua...

Nenhum comentário: